CBÜ Bed Eğt Spor Bil Dergisi

Üye profili

AnaLiviaHilário Goulart

Öz Geçmiş Plantas Medicinais Resgatando Elementos Da Cultura E Da Tradição Familiar

A alfavaca é confundida comumente com manjericão. A importância relativa é determinada pela versatilidade de uso de terminada espécie, bem como suas propriedades de uso. No presente estudo a andiroba foi a espécie mais versátil, apresentando cinco categorias (construção, comercial, tecnologia artesanal, combustível e medicinal) e 10 propriedade de uso (tábua para assoalho, tábua para parede, produto madeireiro vendido sem beneficiamento, produto madeireiro vendido com beneficiamento, tábuas para construção e consertos de barcos, lenha, cicatrizante, antiinflamatório). De acordo com Menezes (2005) há mais de um século a andiroba é comercializada de forma comercial (madeireira e não madeireira), porém até hoje não existe normatização para uso racional da espécie. A produção de óleo de andiroba já foi muito comum na região do estuário amazônico para sua utilização na iluminação popular e fabricação de sabão.

Gengibre: Erva muito usada na cozinha brasileira, principalmente no Norte. Ralado é imprescindível no vatapá, por exemplo. Da um gostinho especial para pratos de carne moída, peixes e camarão. Mas cuidado que é forte, doce e picante (lembre-se do nosso quentão). É muito usado em pó, principalmente na Europa e Estados Unidos em doce, bolos e pães. Excelente no preparo de conservas, picles, chutneys.

No entanto, com avanço da tecnologia ligado às descobertas gastronômicas entre as mais variadas culturas, manjericão acabou se tornando essencial para atrair grandeza em vários pratos. A verdade é que, com passar dos séculos, esta erva tão antiga - velha conhecida dos egípcios, gregos e romanos - deixou a Índia, sua terra natal, e ganhou mundo. Brasil, é claro, está incluído nesta lista. Por aqui, a planta, de acordo com a região, recebe diferentes apelidos, como alfavaca, basílico-grande, erva-real e até remédio-de-vaqueiro.

Aproximadamente 20 minutos antes ou depois das principais refeições (café da manhã, almoço e jantar). Sendo chá do jantar apenas de Alfavaca para quem sofre de insônia. Decocto : Coloque 5 a 10 grs. De raiz, cortada em pedaços bem pequenos em uma xícara de chá de água. Deixe macerar durante a noite. No dia seguinte, ferver rapidamente. Coe e tome a metade ½ hora antes do0 desjejum e restante ½ hora após.

As flores dão um refrigerante; folhas e casca são diuréticas. Groselha - Groselha-branca: Suas folhas e frutos são utilizados nos banhos de limpeza e purificação. A medicina popular diz que se fabrica com fruto um saboroso xarope que se aplica nas tosses rebeldes que ameaçam os brônquios.

Em uma xícara colocar as folhas secas e adicionar os 500 ml de água fervente, deixando repousar durante 10 minutos. 1 xícara de leite, 5 dentes de alho, 5 folhas de sálvia. Ferver tudo e tomar quente 2 xícaras por dia. Pode-se também: ferver um pé de alho-macho, com cabeça e folhas em um copo de leite e tomar quente antes de dormir.

Pau-pereira: Não é aplicada nas obrigações de ori, mas é usada em banhos de descarrego ou limpeza. povo a aplica nas perturbações do estômago e põe fim a falta de apetite. É fortificante e combate febres intermitentes, e ainda tem fama de afrodisíaco.

Indicações: Seus brotos (até a 6a. folha a partir do ápice) são ricos em tanino é excelente antisséptico bucal e intestinal. É um ótimo remédio para a diarréia e a disenteria. É uma das plantas mais ricas em vitamina C. Decocto: cinco grs. de casca de caule em 100 ml de água. Ferva por 5 minutos. Coe e tome uma xícara após cada evacuação.

E seco? manjericão é um dos poucos temperos que perdem sabor quando secos, geralmente a secagem intensifica sabor e aroma. Outras ervas que podem perder sabor são a hortelã, salsinha e cebolinha. ERVAS PARA AFASTAR MAUS ESPÍRITOS - São usadas para fazer Sacudimentos de Pessoas e Ambientes como: Losna; Cipó; Comigo-Ninguém-Pode; Fumo; Alho; Crisântemo; Bananeira; Abre-Caminhos; Espada de São Jorge; Pinhão Roxo; Guiné; Mamona, entre outras.

Extrato mole: 100 grs. Em vasilha de aço inoxidável. Deite água fervente em quantidade suficiente para cobri-la. Deixe em infusão durante 2 horas. Coe e esprema resíduo. Trate resíduo do mesmo modo. Reúna os dois infusos e evapore-os em banho-maria até reduzi-los a 40 grs. Após resfriamento junte 30 ml de água destilada fria, deixe depositar, filtre e evapore até consistência de extrato mole. Dose: 10 a quatro grs. Por dia.

Originaria da Ásia tropical, a alfavaca também conhecida por manjericão, é uma planta herbácea anual, aromática, que atinge de 40 cm a 1 m de altura. Adapta melhor em regiões de clima quente. Foi introduzida no Brasil pela colônia Italiana, que utiliza como tempero em massas, molhos, e carnes.