CBÜ Bed Eğt Spor Bil Dergisi

Okuyucu Yorumları

zumbido no ouvido

viviane santos tarafınan (2018-08-31)


Conheça A Terapia Que Combate O Incômodo Zumbido No Ouvido

Geralmente sentir zumbido no ouvido não é sinal de nada grave. Segundo Axelsson, uma das causas do zumbido no ouvido é a exposição ao barulho alto. É som que é percebido apenas pela pessoa e, na maioria das vezes, tem origem em problemas presentes no próprio ouvido, como também desequilíbrios nos nervos auditivos e no canal por onde os sons cheguem ao cérebro.

Especialistas recomendam que ao primeiro sinal do problema, as pessoas busquem ajuda Por ser um sintoma com origem multifatorial , é recomendado que zumbido no ouvido seja supervisionado por um equipe multidisciplinar composta por: otorrinolaringologista, dentistas, fonoaudiólogos, entre outros.

zumbido no ouvido é um som que pode ser percebido tanto nos ouvidos como na cabeça durante um período de ausência de um estímulo sonoro do ambiente, ou seja, trata-se de uma percepção sonora sem uma fonte de som externa. Embora tenham mais de 200 causas, 90 porcento dos casos de zumbido no ouvido está relacionado à essa perda, por isso, quando ele aparece, é muito importante descobrir os fatores que podem estar prejudicando a sua audição.

A doutora explicou ainda a diferença de avanço no tratamento: nos EUA foram descobertos vários subgrupos do zumbido que geram tratamentos diferenciados para cada um, na medicina brasileira ainda há uma simplificação do sintoma, sem grandes aprofundamentos.

zumbido pode ser causado por perdas auditivas, muitas vezes mínimas, e que ocorrem devido à exposição prolongada a ruídos intensos, principalmente no trabalho”, afirmou, acrescentando que problema também pode ser causado por por perda de audição natural com a idade, por medicamentos, excesso de cera e por outras doenças no ouvido, como inflamações.

A pesquisa avaliou 72 fumantes e 72 não fumantes, e concluiu que quase metade dos fumantes avaliados tiveram problemas auditivos - 40% deles zumbido. E que chamado zumbido clássico está ligado a uma degeneração auditiva, causada por uma lesão do ouvido interno.

Segundo ela, intuito do livro é desmistificar para dois públicos a informação de que zumbido é um sintoma sem tratamento: para os médicos que convenceram os pacientes dessa máxima e para os pacientes que desconhecem as possíveis causas do sintoma. Nestes casos, zumbido pode desaparecer em poucos dias, se problema for resolvido.

A literatura concorda com a estreita associação entre zumbido e perda auditiva, considerando que a maioria dos indivíduos com zumbido, em torno de 85%, tem algum grau de perda auditiva e somente oito a 10% dos indivíduos apresentam audiometria normal.

uso constante de fones de ouvido em volume alto, trabalho em ambientes ruidosos, como eventos musicais, uso de armas de fogo ou manipulação de fogos de artifício, sem nenhuma proteção auditiva são causas que devem ser destacadas. Enquanto investiga as causas do zumbido de ouvido, médico pode trabalhar em conjunto com paciente para identificar quais são os gatilhos que intensificam a sensação, como, por exemplo, consumo de cafeína ou uso de fones de ouvido.

Embora nem sempre dê para se prevenir do zumbido, determinadas atitudes preservam a audição e, assim, impedem que ele apareça em virtude de danos ao ouvido. Uma nova terapia, conhecida como Notch, promete combater como acabar com zumbido no ouvido, enfrentado por tantas pessoas ao longo da vida.